2018: jan . fev . abr . mai . jun . jul . ago . set . out

2017: jan . mar . abr . jun . ago . set . nov . dez

2016: jan . fev . mar . abr . jun . jul . out . nov . dez

2015: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2014: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . dez

2013: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2012: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2011: jan . fev . mar . abr . mai . ago . set . out . nov . dez

2010: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2009: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2008: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2007: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2006: fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez






Leitura imprescindível

O livro O operador, do jornalista Lucas Figueiredo, não é só bom como reportagem e texto, mas imprescindível para se entender o que aconteceu no país nos últimos anos. Conta a história de Marcos Valério, o "vilão" do escândalo do mensalão, mas vai fundo em tudo: como foi montado o esquema de caixa 2, captação, lobby, troca de favores etc., inicialmente para o PSDB, depois para o PT.
Quem é aquela figura? O que e como aconteceu? A leitura de O operador é altamente elucidante. E triste, por nos mostrar uma face do PT venal, sem princípios, crente que os fins justificam os meios; e que, felizmente, nem todos pensam assim. Deixa, no fim, muitas perguntas sem resposta: quem opera agora os esquemas dos partidos? Por que nomes como Roriz, João Heraldo, Clésio Andrade e outros, envolvidos até a medula com Marcos Valério e seus esquemas, saíram ilesos das denúncias?
Até quando?
Beijos meus

Clara Arreguy, segunda-feira, outubro 23, 2006.

______________________________________________________