2018: jan . fev . abr . mai

2017: jan . mar . abr . jun . ago . set . nov . dez

2016: jan . fev . mar . abr . jun . jul . out . nov . dez

2015: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2014: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . dez

2013: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2012: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2011: jan . fev . mar . abr . mai . ago . set . out . nov . dez

2010: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2009: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2008: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2007: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2006: fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez






Deliciosa literatura colombiana

Li, por recomendação da Nahima Maciel, minha colega de jornal e de leituras deliciosas, o romance Síndrome de Ulisses, do colombiano Santiago Gamboa. Uma boa descoberta - antes tarde - de um escritor que mergulha no universo dos imigrantes na Paris dos anos 1990. Há de tudo, dos exilados políticos aos auto-exilados, como ele, na construção de uma carreira literária mas antes, da sobrevivência à custa dos trabalhos mais pesados. De latino-americanos que atuaram na guerrilha a norte-coreanos em fuga do comunismo, de africanas a romenas que se prostituem. A cada pessoa que ele conhece, um relato de sofrimento, luta, saudade, discriminação. A cada novo amigo, uma nova história a tocar o leitor. E um pouco da busca de afirmação, de encontro com o próprio desejo, seja no campo do amor, seja na escrita. Sem falar no quadro que descreve de uma Europa globalizada, em que o mundo tenta se encontrar. De primeira!

Beijos!

Clara Arreguy, terça-feira, dezembro 04, 2007.

______________________________________________________