2018: jan . fev . abr . mai

2017: jan . mar . abr . jun . ago . set . nov . dez

2016: jan . fev . mar . abr . jun . jul . out . nov . dez

2015: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2014: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . dez

2013: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2012: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2011: jan . fev . mar . abr . mai . ago . set . out . nov . dez

2010: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2009: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2008: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2007: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2006: fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez






Coitadinho ou não

A polêmica em torno de Meu nome não é Johnny diz respeito à impressão que o personagem principal, João Estrella, deixaria sobre os espectadores: seria colocado como vítima ou não? Gostei do filme de Mauro Lima, não concordo que o jovemzinho de classe média que vira traficante seja vitimizado na fita. Acho que a juíza, sim, foi condescendente com o cara, condenando-o a cumprir pena em manicômio judicial, quando ele não tinha nada de louco ou portador de sofrimento mental. Era, na verdade, um porra-louca sem noção de valores, por falta de educação e presença familiar. Deveria ir em cana, mesmo. Mas o filme é legal, divertido (quando não baixo-astral), e a figura de Estrella é simpática, principalmente na pele do sempre carismático Selton Mello.

Beijos!

Clara Arreguy, quarta-feira, janeiro 09, 2008.

______________________________________________________