2018: jan . fev . abr . mai

2017: jan . mar . abr . jun . ago . set . nov . dez

2016: jan . fev . mar . abr . jun . jul . out . nov . dez

2015: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2014: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . dez

2013: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2012: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2011: jan . fev . mar . abr . mai . ago . set . out . nov . dez

2010: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2009: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2008: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2007: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2006: fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez






Épico dos bons

Estreou ontem o épico Desejo e reparação, de Joe Wright, baseado no romance de Ian McEwan. Em tom grandiloqüente, narra as relações entre dois jovens de classes sociais diferentes, na Inglaterra pré-Segunda Guerra. Robbie e Cecilia se amam, mas ele é filho da governanta do castelo da família dela. A irmã mais nova de Cecilia, Briony, também interessada no rapaz, acaba denunciando-o injustamente por um crime sexual. Robbie vai preso, alista-se na guerra e, anos depois, Briony tenta redimir-se da injustiça cometida e o faz via literatura, ao se tornar uma escritora famosa. Desejo, culpa, repressão, a violência em vários aspectos, inclusive na batalha sangrenta de Dunquerque, no norte da França, fazem de Desejo e reparação daqueles filmes de duas horas de duração em que mergulhamos de cabeça. Tem trilha sonora um pouco over, mas fotografia linda, boas interpretações e elementos suficientes para lhe garantirem sete indicações ao Globo de Ouro.

Beijocas!

Clara Arreguy, sábado, janeiro 12, 2008.

______________________________________________________