2018: jan . fev . abr . mai

2017: jan . mar . abr . jun . ago . set . nov . dez

2016: jan . fev . mar . abr . jun . jul . out . nov . dez

2015: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2014: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . dez

2013: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2012: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2011: jan . fev . mar . abr . mai . ago . set . out . nov . dez

2010: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2009: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2008: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2007: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2006: fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez






Um drama real

O filme Jean Charles, baseado na história do brasileiro morto no metrô de Londres em 2005 pela Scotland Yard, que o confundiu com um muçulmano, compõe um bom drama humano. O protagonista era um rapaz simples, um mineiro que, como tantos, se virava no exterior para melhorar de vida e ajudar família e amigos. Nesse "se virar", também se metia em confusões com autoridades e com documentos ilegais para imigrantes. Assim, não se desenha um herói clássico, mas um personagem cheio de imperfeições, de psicologia meio misteriosa. A construção da tragédia toca de leve no clima da capital inglesa após os atentados que teriam sido planejados pelo suspeito, mas não entra nas histórias paralelas à de Jean. Focado, em poucos momentos escorrega para o dramalhão. Na maior parte do tempo, segura a emoção para os fatos em si, não para sua exploração sentimental. Selton Mello, como Jean Charles, começa o filme repetindo o Johnny de seu sucesso anterior, mas aos poucos se deixa embalar pelo novo personagem. O trabalho mais convincente é do baiano Luís Miranda, que faz Alex, o primo mineiro do protagonista.

Fui!

Clara Arreguy, segunda-feira, julho 06, 2009.

______________________________________________________