2018: jan . fev . abr . mai

2017: jan . mar . abr . jun . ago . set . nov . dez

2016: jan . fev . mar . abr . jun . jul . out . nov . dez

2015: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2014: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . dez

2013: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2012: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2011: jan . fev . mar . abr . mai . ago . set . out . nov . dez

2010: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2009: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2008: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2007: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2006: fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez






Nos tempos da ditadura

Depois fui cumprir uma obrigação de quase 10 anos atrás, quando Elio Gaspari lançou sua série sobre a ditadura e eu não tive tempo de lê-la. Comecei pelo começo, A ditadura envergonhada (Companhia das Letras), que devorei rapidinho, já que se trata de assunto que, por mais que a gente conheça, sempre reserva informações.
O jornalista teve acesso a muitas delas, por meio de arquivos e entrevistas com protagonistas daqueles momentos tenebrosos da vida nacional. Geisel, Golbery e outros, militares ou não. Houve polêmica na época, com críticas à esquerda e à direita, mas sou da opinião de que é preciso jogar luz sobre o passado para iluminar o presente e o futuro.
Não sei se uma comissão seria capaz de determinar a verdade, mas é preciso contar e revelar os fatos, tendo a paz como meta. É o que eu penso.
Começo logo o segundo tomo, A ditadura escancarada, e depois comento.

Beijocas!

Clara Arreguy, segunda-feira, janeiro 17, 2011.

______________________________________________________