2018: jan . fev . abr . mai

2017: jan . mar . abr . jun . ago . set . nov . dez

2016: jan . fev . mar . abr . jun . jul . out . nov . dez

2015: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2014: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . dez

2013: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2012: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2011: jan . fev . mar . abr . mai . ago . set . out . nov . dez

2010: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2009: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2008: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2007: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2006: fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez






Filmes nacionais que eu vi




Foto: Divulgação

Tem muito tempo que não comento filmes, e não que eu não tenha visto alguns. Vamos às polêmicas: o primeiro, Cilada.com, com Bruno Mazzeo. Ninguém que eu conheça gostou, e não é que eu tenha adorado, mas é que vi qualidades na fita.

Pra começo de conversa: há muita comedinha politicamente correta que não tem graça. Cilada.com faz a gente rir, ainda que à custa de escatologia e algumas grosserias. Mas fazer rir é qualidade, não é não? E piadas grosseiras, quando engraçadas, cumprem sua função...

A outra qualidade são os bons desempenhos. Li uma entrevista em que o diretor diz que tirou o sorrisinho da cara de Bruno Mazzeo, para diferenciá-lo do personagem simpático que ele faz na TV. Funcionou. Ele fica cínico, desprezível, não tem gracinha.

Bom, o filme não é nem sólido nem importante o bastante para se tornar o blockbuster que ansiava ser, mas vale a ida ao cinema.

Beijus!

Clara Arreguy, domingo, agosto 21, 2011.

______________________________________________________