2018: jan . fev . abr . mai

2017: jan . mar . abr . jun . ago . set . nov . dez

2016: jan . fev . mar . abr . jun . jul . out . nov . dez

2015: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2014: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . dez

2013: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2012: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2011: jan . fev . mar . abr . mai . ago . set . out . nov . dez

2010: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2009: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2008: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2007: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2006: fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez






Comedinha romântica pra românticos

E eu sou romântica, então gosto.
Amor a toda prova. Steve Carell (foto) e Julianne Moore, Ryan Gosling e Emma Stone são dois casais em desencontro. O primeiro, quarentão, se divorcia após mais de 20 anos juntos. Ela é uma das atrizes que mais admiro, pela força que dá a tudo que faz. Aqui, serve de coadjuvante ao comediante. Que faz o tipo de pouco riso e graça mais humana, sem tanto estardalhaço. Um relacionamento amoroso em desequilíbrio, à procura de um novo destino. Eles precisam se reinventar para continuar amando.
Já o casal jovem vive o início de tudo: ele, machista e novato em amor de verdade, ela sofredora contumaz, no ponto para também vivenciar sentimentos verdadeiros. As tramas que vão embaralhar uns e outros são bem costuradas e engraçadas, com a participação de adolescentes doidos para experimentar o amor, como todo mundo.
Fuja do preconceito e se deixe divertir nesta comédia romântica. É inteligente, bem escrita, e tem Marisa Tomei numa ponta engraçadíssima.

Besos!

Clara Arreguy, terça-feira, setembro 20, 2011.

______________________________________________________