2018: jan . fev . abr . mai

2017: jan . mar . abr . jun . ago . set . nov . dez

2016: jan . fev . mar . abr . jun . jul . out . nov . dez

2015: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2014: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . dez

2013: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2012: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2011: jan . fev . mar . abr . mai . ago . set . out . nov . dez

2010: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2009: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2008: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2007: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2006: fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez






Crônica, conto, poesia

Acabo de ler o livro de minha nova amiga, a Fernanda de Aragão, Língua crônica. Premiado em 2009, o livro reúne crônicas escritas por esta paulista bem mais nova que eu, mas com quem me identifico em vários aspectos: ambas amamos escrever, amamos os livros e o esporte. Fernanda é formada em Educação Física e está fazendo um trabalho sobre o futebol na literatura.

Seu livro é uma delícia. Identificados como crônicas, alguns dos textos soam mais como pequenos contos, com personagens delineados com pena delicada mas certeira. Só que permeia tudo um sentido poético aprimorado, o que faz ainda mais híbrido o gênero dos escritos de Fernanda de Aragão.

Prosa poética, conto, crônica ligeira... o que importa? Importa que a leitura da coletânea de Fernanda emociona, diverte, entretém, intriga. Fernanda é jovem e tem todas as qualidades que isso implica, mas possui também cultura, leitura, o que a diferencia de tanta gente morna e rasa por aí. Sua literatura é suculenta e crítica, como convém.

Beijos!

Clara Arreguy, quarta-feira, maio 23, 2012.

______________________________________________________