2018: jan . fev . abr . mai

2017: jan . mar . abr . jun . ago . set . nov . dez

2016: jan . fev . mar . abr . jun . jul . out . nov . dez

2015: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2014: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . dez

2013: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2012: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2011: jan . fev . mar . abr . mai . ago . set . out . nov . dez

2010: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2009: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2008: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2007: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2006: fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez






Haja emoção!


Um autor de tirar o fôlego em todos os seus livros é Ivan Sant’Anna. Seu novo lançamento, “Perda Total” (Objetiva, R$ 40), conta a história dos acidentes aéreos mais recentes e mais graves do Brasil, dos voos TAM 402 e 3054 e Gol 1907.

O primeiro caiu num bairro próximo ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo, poucos segundos após decolar, matando 99 pessoas, entre passageiros, tripulantes e pessoas em terra. O segundo, o mais grave da história, matou 199, também entre embarcados e no chão, quando a aeronave não conseguiu frear na pista de Congonhas, atravessou a avenida e se chocou no prédio de cargas da TAM. O terceiro foi a colisão entre o Legacy e o Gol que fazia a linha Manaus-Brasília.

Ivan Sant’Anna é um escritor especialista em investigações de acidentes aéreos. Seu maior sucesso, o best-seller “Caixa Preta”, também contava a história de três desastres famosos, inclusive o do avião da Varig que caiu perto de Orly, na França, matando a atriz Leila Diniz, junto a centenas de pessoas, e o daquele que se perdeu sobre a floresta amazônica quando o piloto se distraiu ouvindo o jogo da Seleção Brasileira.

Depois de atuar no mercado financeiro por mais de 30 anos, Ivan Sant’Anna se aposentou e passou a se dedicar aos livros. Faz pesquisas aprofundadas, levanta as condições técnicas, a vida das pessoas, refaz os passos de vítimas e de outros envolvidos. Além de “Caixa Preta” e “Perda Total”, escreveu também “Plano de Voo”, sobre os ataques ao World Trade Center, e romances nos quais investiga situações reais para compor sua ficção.

Em seus livros, combinando a linguagem ágil da reportagem com as emoções do romance, o escritor compõe verdadeiros roteiros cinematográficos e prende o leitor da primeira à última linha, deixando respirações em suspenso. Mas é preciso ter coração forte.

Coluna publicada na intranet do MDS

Clara Arreguy, domingo, junho 17, 2012.

______________________________________________________