2018: jan . fev . abr . mai

2017: jan . mar . abr . jun . ago . set . nov . dez

2016: jan . fev . mar . abr . jun . jul . out . nov . dez

2015: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2014: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . dez

2013: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2012: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2011: jan . fev . mar . abr . mai . ago . set . out . nov . dez

2010: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2009: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2008: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2007: jan . fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez

2006: fev . mar . abr . mai . jun . jul . ago . set . out . nov . dez






Traição à americana


Outro filme interessante é "Amigos inseparáveis", de Fisher Stevens, que reúne no elenco estelar Christopher Walken, Alan Arkin e Al Pacino (foto). Os três revivem papéis que marcaram suas carreiras: de bandidos violentos e espertos, só que agora envelhecidos em 30 anos.

Val (Pacino) sai da prisão, onde cumpriu 28 anos de pena sem ter denunciado os colegas, e é recebido por Doc (Walken), incumbido por um chefão do crime de matar o ex-companheiro. Os dois resgatam do asilo o terceiro comparsa, Hirsch (Arkin), à beira da morte por falência renal.

Diante do inexorável destino, os três saem aprontando última noite adentro, enquanto realizam desejos, matam saudades, lembram os anos dourados, cometem alguns delitos e até fazem justiça.

Com um final à la "Butch Cassidy", Pacino e Walken esbanjam talento e charme, mesmo numa terceira idade que não oferece muitas alternativas. Os bons bandidos têm coração - e colhões.

Beijos!

Clara Arreguy, segunda-feira, março 18, 2013.

______________________________________________________