Uma aula sobre corrupção

O jornalista Maurício Lara virou escritor e agora não tem volta. Suas produções se intensificam e, menos de um ano depois de "Rua dos Expedicionários, 14", ele lança agora, pela mesma editora Ramalhete, "O Filho do Corrupto", um romance que vai além de contar uma história. Explica boa parte do que acontece no Brasil, no mundo, em matéria de corrupção.

A partir da procura de um filho pela verdade do pai, morto recentemente, Maurício dá uma verdadeira aula sobre os processos que fazem de insuspeitos empresários, políticos e agentes públicos, os vilões de uma cultura de dar-se bem a qualquer custo, explorar e passar por cima de quem quer que seja em nome do desejo de riqueza e poder.

Pode-se acusar o protagonista, Rubens Rocha Filho, de ingênuo e alienado. Ele é. Não perceber como o pai fez fortuna, cometeu crimes hediondos e tornou-se um homem sem escrúpulos de qualquer natureza não combina com um homem inteligente, bem informado, culto, estudado. Mesmo assim, a narrativa de Maurício Lara tem credibilidade, pois o herdeiro não é o único, à nossa volta, a fechar os olhos a evidências de toda forma de corrupção, como a certa altura do romance é explicado.

Corrupção é muito mais que os escândalos noticiados com estardalhaço pela grande mídia. Praticada no dia a dia das pessoas comuns, estende-se a variados campos da vida das pessoas, sem nem ser questionada, quando se leva vantagem. "O Filho do Corrupto" conta a trajetória de descobertas de um homem que se permite, a custo, entender o pai, o passado, o presente, o país. E o faz com domínio narrativo, personagens interessantes e algum moralismo no que toca a infidelidade conjugal, colocada no mesmo patamar de traições mais graves - no meu entender, esse seria o pecado menor, no rol de exemplos que o livro tão bem explora.

Beijos!

Clara Arreguy, sexta-feira, janeiro 08, 2016.

______________________________________________________

arquivos:
fev/06 . mar/06 . abr/06 . mai/06 . jun/06 . jul/06 . ago/06 . set/06 . out/06 . nov/06 . dez/06 . jan/07 . fev/07 . mar/07 . abr/07 . mai/07 . jun/07 . jul/07 . ago/07 . set/07 . out/07 . nov/07 . dez/07 . jan/08 . fev/08 . mar/08 . abr/08 . mai/08 . jun/08 . jul/08 . ago/08 . set/08 . out/08 . nov/08 . dez/08 . jan/09 . fev/09 . mar/09 . abr/09 . mai/09 . jun/09 . jul/09 . ago/09 . set/09 . out/09 . nov/09 . dez/09 . jan/10 . fev/10 . mar/10 . abr/10 . mai/10 . jun/10 . jul/10 . ago/10 . set/10 . out/10 . nov/10 . dez/10 . jan/11 . fev/11 . mar/11 . abr/11 . mai/11 . ago/11 . set/11 . out/11 . nov/11 . dez/11 . jan/12 . fev/12 . mar/12 . abr/12 . mai/12 . jun/12 . jul/12 . ago/12 . set/12 . out/12 . nov/12 . dez/12 . jan/13 . fev/13 . mar/13 . abr/13 . mai/13 . jun/13 . jul/13 . ago/13 . set/13 . out/13 . nov/13 . dez/13 . jan/14 . fev/14 . mar/14 . abr/14 . mai/14 . jun/14 . jul/14 . ago/14 . set/14 . out/14 . dez/14 . jan/15 . fev/15 . mar/15 . abr/15 . mai/15 . jun/15 . jul/15 . ago/15 . set/15 . out/15 . nov/15 . dez/15 . jan/16 . fev/16 . mar/16 . abr/16 . jun/16 . jul/16 . out/16 . nov/16 . dez/16 . jan/17 . mar/17